Bem Estar Saúde

Reeducação alimentar, 8 erros que você não sabe que está cometendo

Reeducação alimentar, 8 erros que você não sabe que está cometendo
window.adsbygoogle || []).push({});

Reeducação alimentar, 8 erros que você não sabe que está cometendo

Reeducação alimentar tem ganhado cada vez mais espaço na mesa por se tratar de um estilo de vida onde é possível aliar a perda de peso sem precisar dizer adeus para os alimentos.

Por isso, saber como funciona a reeducação alimentar é o principal passo para atingir os resultados que você espera.

Pensando nisso, aqui você vai ter acesso ao tema: reeducação alimentar 8 erros que você não sabe que está cometendo e acabar de vez com qualquer dúvida.

Vamos lá?

reeducação alimentar

8 erros da reeducação alimentar

Conheça agora os erros mais comuns da reeducação alimentar e se livre de cada um deles.

– Planejamento

Um dos erros mais comuns ao começar uma reeducação alimentar é não se comprometer a fazer um planejamento.

Pense que a reeducação alimentar vai depender de uma rotina de alimentos, atividades e comprometimento.

Ainda que esse processo não seja restritivo como a maior parte das dietas, é preciso ficar de olho naquilo que come e na organização do seu dia.

– Atividades físicas

É comum que muitas pessoas acreditem que fazer a reeducação alimentar não inclua a prática de atividades físicas.

Entretanto, a reeducação alimentar é um estilo de vida que não vai sair da sua rotina, ou seja, não é uma dieta temporário que depois será largada.

Por isso, é preciso considerar desde o primeiro instante a possibilidade de (em algum momento) começar a fazer alguma atividade.

Então, comece aos poucos e não se preocupe em testar as atividades que melhor se encaixam no seu dia-a-dia.

– Burlar a alimentação

Vale ressaltar que a reeducação alimentar não funciona através da restrição alimentar, ou seja, você não vai deixar de comer aquilo que gosta.

receita do bem estar

Porém, é preciso trabalhar a quantidade e a funcionalidade do seu dia-a-dia.

Um erro que muito acontece é que, por não restringir o cardápio, você pode acabar extrapolando nas porções e nos alimentos.

Por isso, tenha em mente a sua rotina e deixe para comer doces, massas e fast food em ocasiões especiais ou mesmo em um jantar do final de semana e reserve os dias da semana para uma alimentação mais balanceada.

– Ajuda especializada

Muitas pessoas apresentam problemas diversos para emagrecer, manter o peso ou ficar saudável e esquecem dos médicos ao começar uma reeducação alimentar.

Porém, é preciso fazer exames e se certificar de que a sua saúde está bem e que você não está atrasando nenhum tratamento.

– Metas

Ao começar a reeducação alimentar é comum fazer o planejamento de metas, mas pode ser que você esteja fazendo isso errado.

Por isso, nada de metas inalcançáveis ou exageradas. As metas devem ser usadas para você evoluir naquele processo e não para sentir culpa.

– Extremos

Um erro comum da reeducação alimentar é começar um plano de alimentação sem prestar atenção nos cortes.

reeducação alimentar

Muitos preferem começar um novo estilo de vida mudando tudo e outros caminhando devagar.

A dica é encontrar o seu ritmo e a fórmula que melhor funciona para a sua adaptação, por isso, cortar tudo do seu cardápio todo só causar estresse e desistência.

Então, fique de olho em como o seu corpo responde e saiba ir mudando de acordo com suas necessidades.

– Dormir

O sono é um processo importante para recuperação do corpo e não deve ser deixado de lado.

Por isso, ao começar a reeducação alimentar tenha certeza de que a alimentação não esteja causando insônia ou excesso de sono e, na dúvida, procure por um profissional.

– Balança

Em um primeiro momento pode acontecer de você perder uma grande quantidade de peso e mal perceber isso no corpo.

Cada organismo funciona de um jeito e, por isso, é preciso não prestar atenção apenas na balança e também no seu corpo.

Os números da balança nem sempre indicam se você precisa engordar ou emagrecer.

reeducação alimentar

Conclusão

A reeducação alimentar pode gerar vários erros logo no início por ser um processo de adaptação constante e, por isso, é preciso estar sempre atento aos sinais do corpo.

A melhor opção é sempre ter acompanhamento de um profissional e não desistir dessa rotina logo no primeiro tombo, cair é comum e você pode sempre tentar de novo.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.